Total de visualizações de página

sábado, 8 de dezembro de 2018

XVII Encontro Estadual de História - SC - UNIVILLE, Agosto de 2018

Simpósio Temático sobre a Guerra do Contestado - Joinville - SC 21 a 24 de agosto de 2018
Participação dos colegas Alexandre Assis Tomporoski (UnC), Márcia Janete Espig (UFPEL), Flávio Wiik (UEL), Eloi Giovanni Muchalosvki (UNICENTRO), Gabriel Kuhnrath (UFPEL), Jhonatan Camargos (UEL) e muitos outros.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Tempos de muito pasto e pouco rastro - o Livro

O livro "Tempos de muito pasto e pouco rastro" organizado por Alexandre Assis Tomporoski e Márcia Janete Espig, lançado em novembro de 2018 no V Simpósio Nacional do Contestado, na UNICENTRO, em Irati, traz novas pesquisas sobre o movimento do Contestado e a tradição de São João Maria. Sendo resultado de uma seleção dos textos apresentados no IV Simpósio Nacional do Contestado, ocorrido na Universidade do Contestado, Campus de Canoinhas, em 2017, a obra reúne um conjunto significativo de reflexões: Rogério Rosa Rodrigues (UDESC) abre o livro com sua análise da obra do artista plástico Hassis em "O Contestado encenado por Hassis ou a arte de antecipar o que a História não iluminou", seguimos com o artigo de Luiz Carlos da Silva (UFPR) sobre "O Contestado nos Museus do Paraná e Santa Catarina: um balanço de pesquisa", na sequência temos a reflexão de Almir Antonio de Souza (UFSC) "A Fronteira Sul e os índios do Planalto Meridional. A Junta da Real Expedição de Conquista dos Campos de Guarapuava (1810-1821)" que é seguido pelo texto de Flávio Braune Wiik (UEL)"Invisibilidades indígenas e o Contestado: ilações exploratórias e preliminares orientadas à estudos e pesquisas em Antropologia Histórica". Depois temos o artigo de Janaína Neves Maciel (UFSC) "Observações sobre as aproximações entra política e latifúndio no Planalto" e o texto de Paulo Pinheiro Machado (UFSC), intitulado "Aprendendo na nova terra: imigrantes e nacionais no trabalho agrícola, séc. XIX", depois temos o capítulo de Alexandre de Oliveira Karsburg (UNISINOS), intitulado "Caboclos e imigrantes na Guerra do Pinheirinho: reflexões sobre um conflito local". Ancelmo Schörner e Ivan Gapinski (UNICENTRO) apresentam o texto "São João Maria e a Santa Cruz do Faxinal Braço Potinga (Rio Azul, PR), Márcia Janete Espig e Rafael Kunrath (UFPEL) apresentam sua reflexão em "Os Mapas da Devoção a São João Maria: um estudo sobre Lugares de Memória e Fé Popular nos Estados do Sul do Brasil". O texto de Francimar Ilha Petroli (UFRGS)"Fronteira Santa Catarina/Paraná: uma análise sobre a Questão de Limites, 1853 a 1889" é seguido por Eloi Giovane Muchalosvski (UNICENTRO) que apresenta "O Contestado do Contestado: os conflitos do Timbó e Paciência na historiografia". Com Ana Christina Vanali (UFPR) temos o artigo "A questão de limites entre o Paraná e Santa Catarina e a imprensa humorística paranaense", na sequência temos o texto de Delmir José Valentini (UFFS) e Gerson Witte (Instituto Federal Catarinense - Chapecó) intitulado "O combate do Irani nas páginas dos Jornais: olhares da imprensa". Com Viviani Poyer (UFF- INCT Proprietas) temos a reflexão "Vaqueanos ou mercenários? Saques, espoliação e morte de imigrantes no movimento social do Contestado". Emanoela Carolina Vogel (UFSC) publica "Campus de Curitibanos da UFSC: uma Universidade Federal no Contestado". Por fim, o texto do professor Everton Carlos Crema (UNESPAR-FAFIUV) trata d' "A perspectiva didática do ensino de história: o Contestado". 

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Imagens do V Simpósio do Movimento do Contestado - Irati 26 a 28 de novembro de 2018

























Mesa Redonda - Novas abordagens sobre o Contestado

ALEXANDRE ASSIS TOMPOROSKI (UNC)
MÁRCIA JANETE ESPIG (UFPEL)
DELMIR JOSÉ VALENTINI (UFFS)
Paulo Pinheiro Machado (coordenador)
LOCAL: MINIAUDITÓRIO DO PRÉDIO PRINCIPAL
HORÁRIO: 14:00H – 16:30H

Apresentação das Comunicações ao V Simpósio Contestado - Irati

ST Contestado: História, Memória, Populações e cultura
Mini auditório – Prédio principal
Dia 26 de novembro, das 14 às 18h –Monge João Maria, a memória e as comunidades do planalto:

1. A RESISTÊNCIA CABOCLA E A SOB INSPIRAÇÃO DO MONGE JOÃO MARIA NO MUNICÍPIO DE PINHÃO – PR. 
RENÊ WAGNER RAMOS (mestrando UPF).

2. RELATOS DE UMA BREVE EXPERIÊNCIA ANTROPOLÓGICA: MOTUPE (PERU), AGOSTO DE 2018. 
ALEXANDRE DE OLIVEIRA KARSBURG (Prof. UNISINOS)

3 - ENTRE ÍNDIOS E CABOCLOS: (ETNO)HISTÓRIA, CULTURA E DIACRICIDADE ENTRE COLETIVOS INDÍGENAS INVISIBILIZADOS NA REGIÃO DO CONTESTADO. 
Flávio Braune Wiik (Prof. UEL)

4 - MEMÓRIAS DO CONTESTADO: DEVOÇÃO AO MONGE SÃO JOÃO MARIA NO FAXINAL DO SALTO - PR
SONIA VANESSA LANGARO (Mestre – UNICENTRO)

5 - TERRAS DE ALGUÉM, TERRAS DE NINGUÉM: UMA DISCUSSÃO SOBRE A INSEGURANÇA DA TERRA NO CONTESTADO E A FORMAÇÃO DE UMA IDENTIDADE ALHEIA À MEMÓRIA CABOCLA.
ANGELA ZATTA (Graduada, UNOESC)
DIEGO DA LUZ ROCHA, NILSON CESAR FRAGA

6 - PROFECIAS, CRENÇAS E SIMPATIAS: O MONGE SÃO JOÃO MARIA NO IMAGINÁRIO POPULAR DOS MORADORES DE RIO AZUL- PR. I
VAN GAPINSKI (Mestre UNIVENTRO)

7 - A VIAGEM DOS MÉDICOS DA FIOCRUZ EM 1918 E O ESTADO DAS POPULAÇÕES DO PARANÁ. 
PAULO PINHEIRO MACHADO

Dia 27 de novembro, das 8 às 12h – Questões sobre a Guerra do Contestado:

1 - BONIFÁCIO PAPUDO: CONSIDERAÇÕES SOBRE A TRAJETÓRIA DO LÍDER REBELDE BONIFÁCIO JOSÉ DOS SANTOS.
ALEXANDRE ASSIS TOMPOROSKI  (Professor – UnC – Canoinhas)
PABLO BONIFÁCIO CORDEIRO DE LIMA

2 - DESVENDANDO UM EPISÓDIO DO CONTESTADO: O COMBATE DE RIO DAS ANTAS ATRAVÉS DAS OBRAS MILITARES. 
MÁRCIA JANETE ESPIG (Profa. UFPel)

3 - GUERRA DO CONTESTADO: CAMPOS DE PALMAS NA BATALHA DO IRANI.
FABIANA MATHIAS RONCATTO (mestranda, UNICENTRO);

4 - XI.O COMBATE DO IRANI NAS PÁGINAS DOS JORNAIS: OLHARES DA IMPRENSA .
DELMIR JOSÉ VALENTINI (prof. UFFS)

5 -  O COMANDANTE MANDOU PREPARAR AS ALÇAS PARA AMARRAR OS CABOCLOS: UMA PROPOSTA DE ANÁLISE ACERCA DA BATALHA DO IRANI
GABRIEL CARVALHO KUNRATH (mestrando UFPEL)

6 -  O SILÊNCIO DA IMPUNIDADE É O SILÊNCIO DA CUMPLICIDADE: MAURICIO DE LACERDA E O DEBATE NACIONAL ACERCA DO CONTESTADO.
VIVIANI POYER (Pós-Doutoranda – UFF);

7 -  O ESTADO DAS MISSÕES: INSURGÊNCIAS PELA CRIAÇÃO DE UM NOVO ESTADO DA FEDERAÇÃO NO CONTESTADO.
GABRIEL GOULART BARBOZA (mestrando UFSC)

8 - HISTÓRIA, POLÍTICA E FAMÍLIAS DA REGIÃO DO CONTESTADO. 
ANA CRHISTINA VANALI

Dia 28 de novembro, das 8 às 12h –  Memória, Patrimônio, Educação e conflitos agrários no Contestado:

1 - OS MONUMENTOS DO CONTESTADO. 
JAISSON TEIXEIRA LINO (Prof. UFFS)

2 - QUANDO OS OBJETOS FALAM: A HISTÓRIA NOS VESTÍGIOS MATERIAIS.  
ROGERIO ROSA RODRIGUES (Professor, UDESC)

3 - O ASSASSINATO DE HENRIQUE WOLLAND, O ALEMÃOZINHO.
RAFAEL JOSÉ NOGUEIRA (Professor rede pública)
CÁSSIO ALEXANDRE DE SOUZA

4 - OS DIREITOS DE PROPRIEDADE E O PODER POLÍTICO NO PLANALTO SERRANO DE SANTA CATARINA, BRASIL, NA PRIMEIRA REPÚBLICA.
JANAINA NEVES MACIEL (Doutoranda – UFSC)

5 - QUEM VEM COM O TREM? UMA ANÁLISE SOBRE A PROPRIEDADE DA TERRA E MIGRAÇÕES NA REGIÃO DO CONTESTADO. 
DIEGO DA LUZ ROCHA (Mestre em Geografia, UEL)

6 - NÚCLEO DE ESTUDOS DO CONTESTADO: DO RESGATE E MANUTENÇÃO DA MEMÓRIA À PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO.
SOLANGE FRANCIELI VIEIRA (Mestre Geografia, Professora IFC)
JUCIARA RAMOS CORDEIRO, DIEGO DA LUZ ROCHA, ANGELA ZATTA

7 - O CONTESTADO EM QUESTÃO: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS ENVOLVENDO A HISTÓRIA DO CONTESTADO NO ÂMBITO DO IFC CAMPUS FRAIBURGO.
VANDERLEI CRISTIANO JURASKI (mestrando UPF)

8 - ANIMAIS, QUADROS URBANOS E FAXINAIS: COEXISTÊNCIA ENTRE ANIMAIS HUMANOS E NÃO HUMANOS NAS MATAS DE ARAUCÁRIA (SÉC. XVIII E XIX).
JOSE ADILÇON CAMPIGOTO (Prof. UNICENTRO)


Dia 28 de novembro, das 14 às 16:30h – Apresentação dos graduandos:

1 - DAS INVISIBILIDADES: OS NGROKÒTHI-TÕ-PRÈY (XOKLENG JÊ MERIDIONAIS, SC), ETHOS E HISTÓRIA DE CONTATO A PARTIR DO CONTESTADO.
ANGELO DE SOUZA CANTIZANI (graduando – UEL)

2 - DE BUGRES A INVISÍVEIS: UM ESTUDO SOBRE AS POPULAÇÕES INDÍGENAS NO TERRTÓRIO DO CONTESTADO.
JOÃO VENÂNCIO SCHIESSL SCHERER (Graduando UnC )
ALEXANDRE ASSIS TOMPOROSKI

3 - O CONTESTADO COMO ACONTECIMENTO FOTOGRÁFICO NA OBRA DE CLARO JANSSON (1912-1925).
DIEGO SCHARF  (Graduando)

4 - O PATRIMÔNIO AGRÁRIO NA REGIÃO DO CONSTESTADO.
JOÃO ANTONIO TOMPOROSKI (Graduando – UnC).

5 - SOBREPOSIÇÕES CULTURAIS ENTRE O MONGE SÃO JOÃO MARIA, E A SOCIEDADE KAINGANG - O IMPACTO EXISTENTE NO ETHOS E NA HISTÓRIA DO GRUPO.
JHONATAN ABRANTES DE SOUZA CAMARGOS (Graduando, UEL)

6 - MEMÓRIA CONTESTADA: A REPRESENTAÇÃO FEMININA NA GUERRA DO CONTESTADO.
THAYSE FERNANDA DA ROSA (Graduanda, UFSC)

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Chamada de Trabalhos - V Simpósio Nacional do Movimento do Contestado

Entre os dias 26 e 28 de novembro de 2018 acontecerá na UNICENTRO, de Irati, Paraná, o V Simpósio Nacional sobre o Movimento do Contestado. O evento acontecerá em conjunto com a XIII Semana de História e o VII Seminário de Estudos Étnicos-Raciais da UNICENTRO. Inscreva sua Comunicação no ST (Simpósio Temático) Contestado: História, Memória, Populações e cultura. Estarão sendo recebidas as inscrições de graduandos, pós-graduandos e profissionais. Inscrições até dia 8 de outubro.    
Mais informações e inscrições no link abaixo:

terça-feira, 3 de julho de 2018

V Simpósio Nacional Contestado - novos prazos

Tendo em vista que o próximo evento, o V Simpósio Nacional do Movimento do Contestado: Cartografias Sagradas, a ocorrer em Irati, PR, entre 26 e 28 de novembro de 2018 será sediado na UNICENTRO, aguardamos pelas instruções desta Instituição para a realização do processo de inscrição de comunicações e participantes. Desta forma, o prazo anteriormente estipulado de 20 de julho para as inscrições será prorrogado. Em breve divulgaremos os novos prazos e as indicações para o processo de inscrição on line na plataforma da UNICENTRO.


quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Nota de Falecimento e Pesar

      É com muita tristeza que recebemos a notícia do falecimento do músico, pesquisador e folclorista Vicente Telles. Sua arte e seu amor pelas populações do Contestado inspiraram a todos nós. Sua dedicação aos jovens e crianças é exemplo de educação para uma cidadania democrática e inclusiva. Nosso amigo caboclo fará muita falta. Queremos registrar nossos sentimentos de pêsames à família e aos amigos.

        Grupo de Investigação sobre o Movimento do Contestado - Diretórios CNPQ



quarta-feira, 29 de novembro de 2017

V SIMPÓSIO NACIONAL DO MOVIMENTO DO CONTESTADO: CARTOGRAFIAS SAGRADAS - UNICENTRO, Irati, Paraná. 26 a 28 de novembro de 2018.


Chamada de Trabalhos

O Grupo de Investigação sobre o movimento do Contestado, o Departamento de História da UNICENTRO, campus de Irati, e o Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) e o Laboratório dos Povos Eslavos e Faxinalenses (LAPEF-I) promovem V SIMPÓSIO NACIONAL DO MOVIMENTO DO CONTESTADO: CARTOGRAFIAS SAGRADAS. Neste evento são chamados a participar pesquisadores, profissionais, professores e estudantes de graduação e pós-graduação para apresentar trabalhos que sejam o resultado de suas pesquisas sobre o Movimento do Contestado, bem como sobre o povoamento, a colonização, os povos tradicionais, a religiosidade, a ecologia e outros conflitos desencadeados nesta região da Guerra sertaneja. Deverão ser, igualmente, submetidos à seleção relatos de experiências e reflexões sobre o ensino dos temas acima mencionados. Serão privilegiados os trabalhos que se vinculem à região das matas de araucária e do planalto meridional como um todo. A participação dos inscritos se dará nas modalidades de comunicação de texto integral (de 15 a 20 páginas), para profissionais e estudantes de pós-graduação, e a modalidade de apresentação de banners, para estudantes de graduação.
                                                                                                                     
Cronograma e Inscrições:

Até dia 20 de julho 2018 – Inscrição de resumos de comunicações para pós-graduandos e profissionais (informando nome completo, co-autoria ou orientação, quando for o caso, Instituição, endereço, RG e CPF) em resumos com até 15 linhas com título e três palavras-chave;

Até dia 20 de agosto de 2018 – Inscrição de resumos de banners de estudantes de graduação (Informando nome completo, Instituição, Orientador(a), endereço, fone, RG e CPF) em resumos com até 10 linhas com título e três palavras-chave;

Até dia 30 de setembro de 2018 – Homologação dos trabalhos inscritos e envio de Cartas de Aceite.

Até dia 20 de outubro de 2018 – Envio dos textos completos das comunicações pelos autores.


De 26 a 28 de novembro realização do V Simpósio Nacional do Movimento do Contestado: cartografias sagradas no Campus Universitário da Universidade Estadual do Centro-Oeste, localizada na PR 153, km 7, Bairro Riozinho.

domingo, 14 de maio de 2017

Moção de apoio à Profa. Marlene de Fáveri

     Nós, professores, estudantes e pesquisadores da área de História e demais Ciências Humanas, durante a participação no IV Simpósio Nacional do Centenário do Contestado, entre os dias 10 e 13 de maio de 2017, na Universidade do Contestado, Campus Canoinhas (SC), manifestamos nossa veemente indignação e absoluto repúdio ao processo judicial imputado à professora Dra. Marlene de Fáveri, do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História, da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).
      A referida professora enfrenta uma ação judicial, movida por uma ex-orientanda, sob a alegação de constrangimento suscitado pelos temas apresentados e debatidos na Academia. Cabe destacar que a professora Marlene de Fáveri é uma pesquisadora detentora de denso e qualificado trabalho acerca das questões de gênero, reconhecida nacional e internacionalmente.
      A autora do processo judicial, apoiada pelo movimento que se autointitula "Escola Sem Partido", o qual defende a Lei da Mordaça, ou seja, o impedimento à livre prática das atividades docentes e científicas, não objetiva apenas constranger a professora Marlene, mas todos (as) aqueles (as) que defendem a prática da docência e da pesquisa, com amparo na ampla e irrestrita liberdade de expressão e de pensamento.
   Consideramos que é nosso dever, enquanto defensores do direito irrestrito à liberdade, nos posicionarmos em defesa da professora Marlene de Fáveri e de todos (as) aqueles (as) submetidos (as) a constrangimentos, perseguições e limitação do direito à livre expressão, seja nos corredores e salas de aula de escolas e universidades, seja nas redes sociais ou nos espaços públicos.
     Os tempos obscuros, atualmente vivenciados, em que o autoritarismo e a opressão se apresentam cotidianamente, nos mais distintos espaços, nos impelem a demarcar explicitamente nossa posição em defesa da liberdade de expressão nas atividades intelectual, artística, científica, impondo inexorável resistência a todas as formas de constrangimento ou censura à livre expressão do pensamento.
      Canoinhas, SC, 12 de maio de 2017.
* Assinam os membros do Grupo de Investigação sobre o Movimento do Contestado e demais participantes do IV Simpósio Nacional do Centenário do Contestado.
Moção aprovada por aclamação no IV Simpósio Nacional do Centenário do Contestado.